segunda-feira, 1 de junho de 2009

L'uomo italiano

Inegável é a sua queda por homens italianos. Inclusive cruzou o oceano atlântico para o encontro de um grande amor, que não vingou. Muito eram os amigos daquele país e com a internet, a distância tornava-se curta. Para que avançasse para além da amizade, não bastava ser daquele país, obviamente. Outras características eram necessárias.

Certa vez conheceu um homem que era interessante: tinha um bom papo, era muito educado, se preocupava com ela, e além de tudo era escritor, inclusive com livros publicados. Parlato molto!

Conversa vai conversa vem, ele diz que mandará um livro seu para ela no Brasil. Grande expectativa para sua chegada, afinal, seria uma oportunidade de ver um pouco dele, bem de perto. Um dia chega a caixa com uma série de livros. Em um deles, de sua autoria, ele faz uma bela dedicatória:

“Alla mia adorata, splendita, meravigliosa e stupenda Paola,

Dedico tutto l'amore che io ho per lei e che è spresso in questi versi:

Prendi la mie mano

Ti porterò con me se vorrai

Sarò il tuo cuscino quando avrai sonno

La tua fontana quando avrai sete

La tua luce quando avrai paura del buio

Il tuo confidente quando lo vorrai

Il tuo sorriso quando sarai triste e piangerai

Sarò tutto e niente... ma sarò con te e per te, simplecemente me stesso, ma con un immenso amore da donarti! [1. Tradução no Rodapé]

Alonzo Lombardo

Spezzano Albanese – Itália

11/11/08”.

Como nem tudo é perfeito, foi na webcam que ela descobriu que sua aparência não era tão bela quanto seus versos, muito pelo contrário, ele muito lembrava o Corcunda de Notredame. Mas aquelas belas palavras ressoavam em seus pensamentos. Foi num jantar, após algumas taças de vinho que ela concluiu:

- Eu tento olhar a beleza interior dele, mas a exterior não deixa... 

_______________________

1. Tradução da Dedicatória:

Para minha adorada, esplêndida, maravilhosa e estupenda Paola,

Dedico todo amor que tenho por ela, e é expresso nestes versos:

Segura nas minhas mãos

Ti levarei comigo se você quiser

Serei o teu travesseiro sentir sono

A tua fonte quando sentir sede

A tua luz, quando tiver medo do escuro

O teu confidente, quando quiser

O teu sorriso quando estiver triste, com vontade de chorar

Serei tudo e nada... mas estarei com você e para você, simplesmente eu mesmo, mas com um imenso amor para te dar."

2 comentários:

Lígia disse...

Algum defeito haveria de ter! Estranharia muito, se tratando dessa pessoa, se desse tudo certo sem nenhuma coisinha fora do eixo.
Esse comentário foi sem dúvidas motivo de muitas risadas...
Beijo

sandra disse...

Qualquer semelhança com alguem, é mera concidencia :)
Penso que não teria a menor graça se o "italiano" fosse un deus "grego" né ? hahaha!!
Hanno persone che diconom che la bellezza non è messo sul tavolo, ma non piace a me mangiare sul pavimento, anche a te no, vero?
Amei Augusto, como sempre arrazou!!