terça-feira, 3 de novembro de 2009

Recomeço

Às vezes nos sentimos mais ou menos donos de nossa trajetória na vida, independentemente da idade. É muito comum ouvir pessoas que não se sentem bem com os rumos que sua vida e suas relações tomaram. Tal incomodo vem aliado, muitas vezes, a algum acontecimento relevante que deixou tal estranhamento como resquício. Não é raro sentir que uma avalanche de problemas chegou e nos pegou de surpresa. Entretanto, algumas palavras estão sendo muito usadas no âmbito da Psicologia: aceitação e enfrentamento. A Aceitação implica no envolvimento ativo e consciente dos eventos pessoais sem tentativas desnecessárias de mudar sua freqüência ou forma (afinal, estes eventos permanecerão existindo de qualquer maneira!). Já o enfrentamento trata-se de criar estratégias, considerando o sujeito e as demandas ambientais, incluindo as características dos outros indivíduos, para tomada de decisão. Ao que parece, o recomeço constante é algo com o qual nos deveríamos nos acostumar.

Nenhum comentário: