sábado, 19 de maio de 2018

Apoderar-se do Seu Próprio Poder

"Apoderar-se do seu próprio poder!"
Tinta Acrílica sobre Painel de Augusto Amato Neto.



Apoderar-se do seu próprio poder significa usar aquilo que temos de melhor a favor de nós mesmos e dos outros. É utilizar as competências que nos diferenciam dos demais, aquelas habilidades que nos tornam únicos.

Apoderar-se do seu próprio poder é arriscar, ousar, surpreender. É descobrir que o atrevimento da tentativa é muito mais nobre do que a indiferença da passividade.

Apoderar-se do seu próprio poder não é usar o poder que vem junto com o lugar que você ocupa na sociedade para coagir e para humilhar.

Apoderar-se do seu próprio poder não é usar o seu status para mandar. Não é crescer em cima da fragilidade do outro. Não é ser autoritário, arrogante, prepotente.

Apoderar-se do seu próprio poder é ser reconhecido pelo que se tem de bom ao invés de ser conhecido pelo que lhe sobra de mal.

Apoderar-se do seu próprio poder é ser dono de si mesmo a partir do autoconhecimento, é ser amigo dos seus defeitos para que eles não trabalhem mais do que suas qualidades.

Apoderar-se do seu próprio poder é não ter medo de dar certo, de expandir, de assumir mais responsabilidades. Não é abraçar o mundo, e sim se jogar sem medo na vida.

Apoderar-se do seu próprio poder é tomar posse do “Eu posso!”. É não se acovardar diante do “eu quero!”. É persistir na busca do que lhe tem valor, sem desistir diante de dificuldades. Apoderar-se do seu próprio poder é alcançar onde parecia impossível tocar.

Apoderar-se do seu próprio poder é algo que se aprende. Ninguém nasce sabendo do que se é capaz até que algo ou alguém mostre ou reconheça. Primeiro é preciso descobrir para depois se sentir dono de suas próprias possibilidades.

Apoderar-se do seu próprio poder vale a pena pois ninguém é capaz de tirar isso de você. Dinheiro se ganha e se perde, propriedades passam de mãos em mãos, cargos nunca são eternos. Potencial nunca se perde, já que ninguém tira, e nem nunca acaba, pois é inesgotável. Está sempre disponível para ser utilizado. Em uma infinidade de possibilidades.

Aquele que se apoderou do seu próprio poder deixa marcas que o tempo não apaga.

 UM CAFÉ E A CONTA!
| O que você tem e ainda não tomou posse?


Publicado no Jornal Democrata, coluna Crônicas de Padaria, caderno Dois, 19/05/2018, Edição Nº 1512.

Nenhum comentário: